notícias colégio
Notícias
20 de janeiro de 2021
por: Olga Luisa dos Santos
Olga Luisa dos Santos

FEBE APRESENTA PLANEJAMENTO PARA 2021

Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) e Colégio UNIFEBE divulgam principais ações para o ano letivo.

A Fundação Educacional de Brusque (FEBE), mantenedora do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) e do Colégio UNIFEBE desenvolveu, ainda em 2020, um planejamento com as principais ações para 2021. As aulas do Colégio UNIFEBE e dos cursos de Graduação da UNIFEBE iniciarão no dia 1º de fevereiro, com quatro modalidades de ensino: presencial, take-home, híbrido e bimodal.

A presidente da FEBE e reitora da UNIFEBE, professora Rosemari Glatz, enfatiza que a instituição está preparada para que as aulas sejam realizadas normalmente e, para isso, criou quatro modalidades de ensino. Na modalidade presencial, onde o processo de ensino e aprendizagem ocorre, em sua maioria, de forma presencial, na sala de aula, serão obedecidas todas as normas de segurança e saúde vigentes, com espaços de convívio, salas de aulas e de atendimento sinalizadas com distanciamento mínimo. Além da higienização constante dos espaços, disponibilização de álcool em gel e realização de intervalos de maneira intercalada entre as turmas para evitar o aglomero dos estudantes.

Já no take-home, metodologia criada pela instituição e implementada em 30 de março de 2020, no retorno das aulas após o lockdown em função da pandemia, os estudantes acompanharão as explicações dos professores no horário normal de aula por videochamada. Diferente do EaD, no formato take-home, o professor interage com os alunos no horário regular das aulas, com explicações e atividades não de forma gravada, mas em tempo real. O take-home tem como base aulas mediadas por tecnologia, num formato exclusivo, observando as características locais e atendendo a necessidade regional. O Moodle é a plataforma básica, onde são postados os materiais de apoio, e os professores utilizam diversos outros serviços e aplicativos para estarem conectados com os alunos, por meio de videochamadas no Hangouts Meet (Google Meet) ou pelas redes sociais como Facebook, WhatsApp e Instagram.

Na metodologia híbrida é possível alternar o ensino presencial e take-home na mesma disciplina, ao longo do semestre letivo. “Em algumas aulas, professor e aluno podem estar presenciais na UNIFEBE e, em outras aulas, o processo de ensino-aprendizagem acontece por meio das aulas mediadas por tecnologia, valorizando a interação entre pares e entre alunos e professores. A modalidade híbrida possibilita equalizar as medidas sanitárias e de educação, além de captar o que existe de bom em cada ambiente para potencializar a experiência educativa”, explica Rosemari.

A modalidade bimodal, por sua vez, passou a ser utilizada de modo experimental a partir de outubro de 2020, e se mostrou exitosa, permitindo que as aulas presenciais e virtuais sejam realizadas simultaneamente. “Nosso maior investimento em tecnologia para 2021 será em um sistema que permite a implantação da metodologia bimodal de ensino, com aulas presenciais e virtuais, simultaneamente”, salienta Rosemari.

Três salas utilizadas pelos estudantes do Colégio UNIFEBE já foram equipadas, em 2020, com câmeras em 4k. Ainda em janeiro, o equipamento está sendo instalado em mais salas de aula. Em cada sala, as câmeras são programadas para gravar exatamente a parte do quadro que está sendo utilizada pelo professor, e além das câmeras, o equipamento conta com microfones bluetooth com alta captação de áudio. De casa, o acadêmico acompanha tudo pelo Google Meet e ainda pode interagir com o professor e colegas de sala.  “Desse modo, é possível que os estudantes do grupo de risco participem das aulas virtualmente, com qualidade semelhante aos alunos que estarão de forma presencial na sala de aula. Nosso objetivo é preparar mais espaços com a tecnologia para serem utilizadas pelos estudantes da Graduação”, pontua Rosemari.

Tecnologia a favor das aulas práticas
Para garantir o ensino prático ao longo do curso, a UNIFEBE preparou os laboratórios de informática para que as aulas práticas sejam realizadas normalmente, independente da modalidade de ensino adotada ao longo do semestre. Mesmo na modalidade take-home estudantes e professores conseguirão acessar de casa, os laboratórios e softwares da instituição. Por meio da Virtual Private Network (VPN), todo o processamento é feito no computador do laboratório da UNIFEBE, não dependendo do porte do equipamento utilizado pelo estudante ou professor. “Ao acessar o laboratório, de forma remota, o resultado é igual se o aluno estivesse usando presencialmente os computadores do laboratório”, complementa Rosemari.

Revitalização do campus
Além dos investimentos em tecnologia, a instituição iniciou 2021 dando continuidade na execução do projeto paisagístico do campus. Iniciado em 2020 com a ligação entre o Bloco A (primeiro Bloco do campus Santa Terezinha, construído em 2001) ao Bloco F, o Bloco da Saúde, este ano o objetivo é dar sequência ao projeto, que transformará mais de 20 mil m² em um espaço de interação entre a universidade e a comunidade. “Nosso objetivo é criar mais áreas de convivência, lugares de encontro e permanência, trazendo aspectos de pertencimento. Muito mais que espaços com jardins e áreas verdes, serão também ambientes específicos para promover a cultura e exteriorizar o que é ensinado nas salas de aula. Tudo isso, envolvendo a comunidade e os nossos estudantes, para executar um projeto baseado nos pilares da sustentabilidade”, conclui Rosemari.

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social e Marketing:

comunicacao.gestao@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Professora da UNIFEBE publica artigo em revista científica renomada
Destaque

Professora da UNIFEBE publica artigo em revista científica renomada


27 de abril de 2020
Colégio UNIFEBE ministrará aulas em formato take-home
Destaque

Colégio UNIFEBE ministrará aulas em formato take-home


23 de março de 2020
Teste noticia 3
Geral

Teste noticia 3


11 de setembro de 2019