notícias colégio
Notícias
03 de novembro de 2021
por: Celio Bruns Junior
Celio Bruns Junior

Acadêmicas de Psicologia desenvolvem oficina sobre autismo para alunos do Colégio UNIFEBE

Atividade teve como objetivo conscientizar e discutir o tema com os estudantes

Acadêmicas da 6ª fase do curso de Psicologia da UNIFEBE realizaram na última semana, uma oficina de conscientização sobre o Autismo para os alunos do Colégio UNIFEBE. A proposta do projeto, das alunas Giovanna Ribeiro Marta e Bruna Melo visa fomentar a inclusão e a integração dos adolescentes que apresentam alguma alteração do neurodesenvolvimento. A atividade foi coordenada pela professora Luzia de Miranda Meuer, professora do curso e psicóloga do colégio.

Além da conscientização sobre o tema, foram aplicadas oficinas com os alunos, com o objetivo de sensibilizar, refletir e discutir o tema. Foram apresentados conteúdos informativos sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), além da cena de um filme para ilustração e rodas de conversa com a participação de todos. De acordo com Giovanna, a abordagem com os estudantes foi descontraída e iniciou com a apresentação do TEA. “Focamos nesse sujeito, que se encontra antes da diferença e que se constitui como sujeito falante, desejante e pensante. O autista não pode somente ser visto como objeto de cuidado de outro alguém, e a diferença entre incluir e integrar não pode ocorrer de modo isolado, precisa ser algo construído em conjunto, oportunizando a formação de indivíduos conscientes, que contribuem para a constituição de uma sociedade inclusiva e desenvolvida em especial ao contexto escolar”, sustenta Giovanna.

A professora Luzia explica que o TEA é entendido como um transtorno do neurodesenvolvimento, e que o processo de escolarização e inclusão deve ocorrer de uma forma geral. “O tratamento do autismo atualmente é interdisciplinar e pensado caso a caso. Com a possibilidade do autista frequentar escola regularmente, surgem mais pesquisas na área sobre como ocorre sua escolarização e quais ferramentas de apoio são necessárias para que esse processo seja uma experiência positiva. É fundamental para a formação das acadêmicas vivenciar na prática alguns conceitos importantes já estudados”, detalha a psicóloga do Colégio UNIFEBE.

Aluna do 2º ano, Lúcia Helena Witkoski, afirma que a oficina evidenciou para a turma exemplos de empatia e amor com o próximo. “Essa atividade agregou muito no meu conhecimento pessoal, a turma refletiu muito sobre a exclusão que pode acontecer com as pessoas autistas. Todos se colocaram no lugar dessas pessoas e puderam perceber a importância desse tema. Espero que aconteçam outras atividades nesse sentido em breve”, elogia a estudante.

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social e Marketing:

comunicacao.gestao@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Alunos do Colégio UNIFEBE participam de Clube de Debates
Destaque

Alunos do Colégio UNIFEBE participam de Clube de Debates


07 de abril de 2022
Colégio UNIFEBE promove Dia do Diferente de Carnaval
Geral

Colégio UNIFEBE promove Dia do Diferente de Carnaval


21 de fevereiro de 2020
FEBE APRESENTA PLANEJAMENTO PARA 2021
Destaque

FEBE APRESENTA PLANEJAMENTO PARA 2021


20 de janeiro de 2021